Uma ação cojunta de combate à criminalidade, deflagrada por policiais civis das Delegacias de Conceição do Tocantins e Chapada da Natividade, sob a coordenação da delegada Melicia Resende Rocha Ganzaroli de Ávila, na última quinta-feira (1º), resultou no fechamento de uma boca de fumo, localizada em Conceição do Tocantins, e nas prisões em flagrante de Victor Emanuel Costa Alves, de 18 anos, e Caio Emanuel Tito dos Santos, de 20 anos de idade.

De acordo com a delegada, que é titular da Delegacia de Natividade, Victor e Caio já vinham sendo investigados pela Polícia Civil, em virtude da prática do crime de tráfico de drogas, em Conceição.

Durante a ação policial, Victor foi localizado adentrando na residência de outros investigados por tráfico de drogas.

Ao sair da casa, Victor estava na companhia de Maikon Alves Curcino, de 19 anos de idade, usuário de drogas bastante conhecido nesta cidade. Ambos foram abordados e, em poder de Victor, foi localizada uma porção média de maconha. Já com Maikon, os policiais civis localizaram uma pequena porção da mesma droga.

Diante dos fatos, a delegada Melicia solicitou apoio a uma equipe de policiais civis da Delegacia de Paranã, que na ocasião se encontrava em Conceição, e foram até a residência que estava sendo utilizada como boca de fumo. No local, os policiais civis localizaram e detiveram Caio Emanuel.

Após a realização de buscas no local, os agentes localizaram e apreenderam 76 porções de maconha, 69 porções de crack, uma porção de cocaína, bem como duas balanças de precisão, uma munição calibre 28, uma munição calibre 22, quatro aparelhos celulares de origem duvidosa, um botijão de gás, um caderno com anotações do tráfico, além de R$ 551 reais, em espécie.

Diante dos fatos, foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência (TCO) em desfavor de Maikon Alves Curcino, por posse de drogas para consumo pessoal. Já Victor e Caio, foram autuados pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, crimes tipificados nos Arts. 33 e 35, todos da Lei 11.343/06, (Lei de Drogas).

Maikel da Silva Ribeiro e Mateus da Silva Borges, residentes no local usado como boca de fumo, encontram-se foragidos e responderão pela prática dos crimes de posse ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e associação para o tráfico, todos tipificados, respectivamente, pelos artigos 12 da Lei 10.826/03 e 33 e 35, todos da Lei 11.343/06 (Lei de Drogas).

Após ser lavrado o TCO, Maikon foi liberado e responderá ao procedimento em liberdade, conforme determina a legislação vigente. Victor e Caio, por sua vez, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.