Ressocializar por meio da educação. Com este objetivo, o Poder Judiciário, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins, Secretaria Estadual de Educação e Conselho da Comunidade da Ordem dos Advogados do Brasil (subseção Tocantins), vai implantar o projeto “Rompendo os limites rumo à universidade”, com oferta de aulas preparatórias para os reeducandos da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional. O lançamento oficial do projeto será nesta quarta-feira (16/8), às 9 horas, no campus da UFT de Porto Nacional.

A iniciativa visa preparar os reeducandos para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

O titular da 2ª Vara Criminal de Porto Nacional, juiz Allan Martins Ferreira, explicou que na unidade prisional os reeducandos já recebem aulas e cursos regulares do ensino médio e fundamental e o projeto vem como um complemento às atividades voltadas à educação já existentes.

Ainda segundo o juiz, a adesão ao projeto é voluntária e o cursinho preparatório terá aulas de quatro horas de duração toda quarta-feira. “As expectativas são as melhores possíveis tendo em vista que temos apoio institucional para executar esse projeto, que vem como uma forma de preparar os detentos para a vida fora do cárcere”, afirmou o magistrado.