Seguindo orientação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde da Capital passará a adotar dose única para imunização contra a Febre Amarela. A mudança, de acordo com o Ministério, visa seguir orientação internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS), que adota dose única desde 2014.

“Antes as pessoas tomavam a vacina quando crianças e renovavam após dez anos. Agora não é mais recomendada essa segunda dose de reforço”, esclarece a gerente da Central de Vacinas da Semus, Elaine Katzwinkel, adiantando que uma nota técnica foi encaminhada para os Centros de Saúde Comunitários.

Com a mudança, crianças com nove meses e adultos de até 59 anos precisam tomar apenas uma dose da vacina contra a doença, devendo ser vacinadas apenas as pessoas que vivem ou viajam para as áreas de recomendação da vacina.

Novas doses

Sobre as vacinas que estavam em falta nas unidades da Capital, a gerente informou que na tarde da última quarta-feira, 19, a Semus recebeu algumas doses e que as salas de vacina dos Centros de Saúde Comunitários já foram reabastecidos.

Ao todo a Semus recebeu: duas mil doses de Hepatite B; duas mil doses de DT adulto (Difteria e Tétano); mil doses de Tríplice Viral; duas mil doses de Febre Amarela; e 1.250 doses de Pólio Oral.